ALJOG
ALJOG
(22/03/2016) Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães PDF Imprimir E-mail
Programação especial marca as três décadas da morte do escritor, político e jornalista que ajudou a consolidar uma das maiores movimentações culturais brasileiras, as Jornadas Literárias

Foto: Leonardo Andreoli
Painel lembrou da trajetória e homenageou o escritor Josué Guimarães

Os 30 anos do falecimento do escritor, político e jornalista Josué Guimarães são celebrados com programação especial na Universidade de Passo Fundo (UPF). Nascido em 1921, em São Jerônimo, RS, Josué Guimarães ajudou a consolidar as Jornadas Literárias promovidas pela UPF, que se tornaram uma das maiores movimentações culturais do país. Na noite de segunda-feira (21/03), foi realizado o painel “Homenagem a Josué Guimarães”, com os professores Maria da Glória Bordini (UFRGS) e Pedro Brum Santos (UFSM), e mediação do professor da UPF Miguel Rettenmaier.

Josué faleceu em 23 de março de 1986, mesmo ano em que foi publicada a novela “Amor de perdição”. A professora Maria da Gloria o conheceu pessoalmente e acompanhou todo o percurso dele como escritor, após os anos 1970. Ela explica que Josué deixou grandes feitos em todas as áreas nas quais ele atuou. Sobre o principal legado, ela destaca o compromisso com os direitos civis. “Sempre defendeu a igualdade, a fraternidade. Ele era um homem de fácil amizade e tinha esse compromisso de buscar a melhoria da vida do povo, especialmente o povo mais humilde. O legado que ele deixa para os estudantes é a capacidade que ele teve de superar uma formação de classe média destituída de muitos recursos, não fez faculdade, não teve todas as vantagens que hoje em dia a maioria dos estudantes têm e se tornou um grande jornalista na base da experiência e depois se tornou um grande escritor”, comenta.

A professora Maria da Glória também esteve ligada à formação do Acervo Literário Josué Guimarães (ALJOG) mantido pela UPF e que serve de base para o desenvolvimento de diversas pesquisas dos estudantes dos cursos de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL) da UPF. “Uma das funções de uma universidade é manter a memória dos escritores viva e é disso que eu quero falar. Se a gente não estuda o autor, é possível que, com o tempo, ele desapareça, e a UPF, tendo não somente professores de literatura, mas materiais sobre a vida do autor, tem condições de fazer um trabalho muito mais qualificado nesse ponto”, avalia.

O professor Pedro Bruno também enfatizou a importância do escritor na formação das Jornadas Literárias. Sobre os 30 anos da morte de Josué, destacou a relevância do encontro para se falar da vida e obra do escritor. “Ausência física não significa ausência espiritual, principalmente quando se fala de literatura”, apontou.

Durante a abertura do Painel, o professor Miguel Rettenmaier, que coordena o ALJOG, destacou a relação de Josué Guimarães com Passo Fundo. “Ele, conversando com a professora Tânia Rösing, resolveu respaldar a ideia de um evento em que estaria envolvida a pré-leitura dos livros das pessoas convidadas. Isso significa dizer que, pela primeira vez no Rio Grande do Sul e no Brasil, se pensou em envolver grandes multidões em torno do livro”, resumiu, lembrando a importância da movimentação cultural.

Programação
A programação segue com atividades nesta quarta-feira (22/03), às 19h30min, no Centro de Ensino em Tecnologia (CET), Campus I, quando será realizado o debate do Livro do Mês, com a presença do escritor Tabajara Ruas, falando sobre a obra de Josué Guimarães “É tarde para saber”. Por fim, no dia 23 de março, no Centro de Convivência da UPF, terá início a exposição “Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães”. A mostra é uma ação conjunta do PPGL, do Acervo Literário Josué Guimarães (Aljog), da Faculdade de Artes e Comunicação (FAC) e do curso de Design Gráfico, e poderá ser prestigiada até o dia 20 de abril.

ALJOG
Localizado na Biblioteca Central da UPF, o Acervo Literário de Josué Guimarães existe desde 2007 e contém vários materiais sobre o autor, como objetos pessoais, fotos, publicações na imprensa, entre outros. Interessados podem conferir.


Assessoria de Imprensa (UPF)

http://www.upf.br/site/index.php?option=com_wrapper&Itemid=326#.Vvl8RFKEqSo

 
Site da UPF
© 2011 - Universidade de Passo Fundo - Divisão de TI