ALJOG
ALJOG
(23/03/2016) Livro do Mês debate obra de Josué Guimarães PDF Imprimir E-mail
Escritor convidado para abordar a obra “É tarde para saber”, de Josué Guimarães, foi Tabajara Ruas

Foto: Natália Fávero
Debate do Livro do Mês, realizado no auditório do CET/UPF, contou com a presença do escritor Tabajara Ruas, que falou sobre a obra de Josué Guimarães “É tarde para saber”

O escritor e cineasta Tabajara Ruas esteve na Universidade de Passo Fundo (UPF), na terça-feira (22/03), para falar sobre o Livro do Mês de março “É tarde para saber”, de Josué Guimarães. A obra em pauta integra a programação especial, que está sendo desenvolvida na UPF, referente aos 30 anos de falecimento de Guimarães, que foi escritor, político e jornalista, e ajudou a consolidar as Jornadas Literárias promovidas pela Universidade. A UPF mantém, inclusive, um Acervo Literário de Josué Guimarães (Aljog), desde 2007. O Livro do Mês da UPF é desenvolvido por meio do curso de Letras, juntamente com a Prefeitura de Passo Fundo.

Tabajara Ruas é um dos maiores escritores gaúchos e já leu quase todas as obras de Josué Guimarães. “Guimarães é um dos grandes escritores do estado, do Brasil, e é fundamental que esses grandes autores sejam relidos e descobertos por uma geração que não leu esse autor”, disse o escritor.

Tabajara relatou aos estudantes e professores que prestigiaram o evento que “É tarde para saber” é um livro que fala de política, luta de classes e poder. “É uma narrativa que acontece em um momento crucial da história do Brasil, em plena ditadura militar. Um romance conturbado entre dois jovens, Mariana e Cássio, que são de classes sociais diferentes. Mariana é de uma família rica, que vive em um apartamento luxuoso em Copacabana, no Rio de Janeiro, que não sabe muito sobre o namorado Cássio, que é um rapaz pobre, que perdeu a família, e vive na clandestinidade, atuando secretamente contra a ditadura. Esse encontro de duas pessoas tão diferentes e apaixonadas é que torna o livro tão interessante”, analisa o escritor.

Tabajara ressalta a importância dessa homenagem feita pela UPF a Josué Guimarães. “Essa iniciativa da Universidade é fundamental para que as obras de Josué sejam lidas e relidas, ainda mais que ele é um personagem importante para Passo Fundo, já que ajudou a construir a Jornada de Literatura, que transformou a cidade e deu a ela um lugar de destaque nacional”, enfatizou o escritor.

Exposição em homenagem a Josué Guimarães
Está aberta a exposição “Tempo de ausência: 30 anos sem Josué Guimarães”. A mostra é uma ação conjunta do Programa de Pós-Graduação em Letras (PPGL), do Aljog, da Faculdade de Artes e Comunicação (FAC) e do curso de Design Gráfico, e poderá ser prestigiada até o dia 20 de abril, no Centro de Convivência da UPF.

Aljog
Localizado na Biblioteca Central da UPF, o Acervo Literário de Josué Guimarães existe desde 2007 e contém vários materiais sobre o autor, como objetos pessoais, fotos, publicações na imprensa, entre outros. Interessados podem conferir.

Este endereço de e-mail está protegido contra spambots. Você deve habilitar o JavaScript para visualizá-lo. UPF
http://www.upf.br/site/index.php?option=com_wrapper&Itemid=326#.Vvl9n1KEqSo

 
Site da UPF
© 2011 - Universidade de Passo Fundo - Divisão de TI